Abstract

As prácticas modernas de gerenciamento de águas pluviais em meio urbano recomendam o uso de soluções voltadas para controle do escoamento superficial na fronte. Dentro as opções disponíveis, pode-se destacar a aplicação de revestimentos permeáveis, que atuam no sentido de promover a infiltração de parte da agua precipitada sobre sua superfície. Neste trabalho são apresentados os resultados de um estudo numérico-experimental, onde foi investigada a influência de aspectos construtivos, como declividade longitudinal e compactação do substrato, na infiltração de dois tipos de revestimentos permeáveis compostos por blocos de concreto: (i) revestimento con blocos maciços e (ii) revestimento con blocos vazados. Para cada tipo de revestimento foram instaladas parcelas de 1 m2, variando-se o valor da inclinação e o estado de compactação do substrato. Por meio da aplicação de chuvas artificiais sobre as parcelas, foi possível caracterizar a evolução temporal da taxa de infiltração nos revestimentos. Os resultados obtidos mostraram a ocurrencia de taxas de infiltraçao expressivas na superficie construída con blocos vazados, mesmo para a situação en que o substrato foi compactado e para valores elevados de declividades. Um estudo numérico complementar permitiu introducir discussões preliminares a respeito da relação entre os aspectos construtivos considerados, a evolução da umidade nas camadas subjacentes aos revestimentos e o padrão de infiltração resultante. Por meio deste estudo, possíveis explicações para alguns resultados observados na fase experimental do trabalho foram sugeridas.

This content is only available as a PDF.